Lua: a linguagem de script ideal

Outro dia eu assisti a palestra do Andy Wingo sobre Guile Scheme e em um dos slides, uma definição é utilizada para provocar o espectador, “a sloppy language with a slow implementation”. Acho uma forma interessante de começar o texto, pois nesse texto eu vou apresentar o porquê de eu achar lua a linguagem de script ideal.

Aqui, uso o termo script como uma linguagem cujo objetivo é complementar a linguagem principal do seu projeto. Motivos para usar uma linguagem de script seriam uma carga mental necessária menor para manter partes não críticas do projeto.

Simplicidade é importante. Eu estive trabalhando em 3 projetos de problemas/domínios diferentes escritos em soluções/linguagens diferentes (ou diferentes idiomas/sotaques dentro da mesma linguagem) nesses últimos meses e eu posso afirmar que a carga associada a troca de contexto mental que ocorre diariamente não é nada agradável, produtiva, ou benéfica da alguma forma. Você pode confiar no meu julgamento (se o texto fosse em inglês eu iria preferir a frase “believe me”). Alternar entre duas (!) linguagens complexas durante o desenvolvimento do projeto é… overkill.

No começo, achei que não ia querer usar Lua, por ser uma linguagem muito simples (tipo C) e que não respeita várias “boas ideias de programação” (e.g. reaproveitamento de código, abstração, expressividade etc). Mas acontece que mudei minha forma de pensar para focar mais em “isso é um jogo, lua vai ser usado só para scriptar fases, inimigos, etc”. Toda vez que a gente fosse manter o código de script, o que aconteceria seria atenção aumentada somente a uma parte do código (e.g. esse boss não está agindo como imaginei, o que será que aconteceu? vou olhar o código somente desse script e mais nenhum outro código!) e nada de pegar “conhecimento/abstrações” dos códigos antigos. Na verdade, criar padrões ou coisas do tipo poderia até atrapalhar, já que aumentaria a carga necessária para revisar um script que queremos ver independente dos outros. Essa lógica não é bem muito certa, mas penso nela ao me imaginar desenvolvendo o jogo por um longo prazo.

Lua é uma linguagem simples o suficiente para ter conseguido espaço dentro de um kernel “estabelecido”, o NetBSD. E não é incomum ver preocupações de segurança com coisas complexas e comportamentos implícitos, principalmente quando vindo de pessoas que vem de C ou de desenvolvimento de kernel. Mesmo assim, lua conseguiu um pouco de espaço nessa área frente a outras linguagens bem mais antigas e estabelecidas (como Python).

Lua é simples o suficiente para até ter sido escolhida como “linguagem de consulta” para a interface/programa Wireshark.

Lua também possui implementações bem rápidas.

E é isso, lua é tipo Go, medíocre por não tentar fazer nada, mas pelo menos não acaba errando demais e se torna bem simples. E pelos motivos expostos, considero lua a linguagem de script ideal dentre as que conheço.

Tags:,

2 responses to “Lua: a linguagem de script ideal”

  1. @_Kikuto says :

    Como sempre muito bom o texto. Há umas semanas atrás fui para o LuaConf 2016 e o cara que implementou o uso de Lua no kernel do NetBSD estava lá palestrando e ele soltou uma frase de efeito no início dos seus slides falando sobre como é possível criar um sistema com uma linguagem de script eficiente com lua. Como um dos criadores do lua disse no final, lua não é uma linguagem pretensiosa e com grandes planos, lua será uma linguagem simples que garantirá ser eficiente e sem bugs. O que só fortalece sua afirmação sobre lua ser a linguagem de scripts ideal.

    Sempre tive curiosidade sobre como funciona na pratica o uso uma linguagem de script como lua, como auxilio de codificação o projeto. Tipo o que devo implementar usando a linguagem padrão e o que deve implementar usando script.

    • Vinipsmaker says :

      Há umas semanas atrás fui para o LuaConf 2016 e […]

      Valeu por compartilhar a experiência. Sempre bom saber dessas coisas quando se está pesquisando. ☺️

      o cara que implementou o uso de Lua no kernel do NetBSD […]

      Kikuto um passo a frente. 😛

      um dos criadores do lua disse no final, lua não é uma linguagem pretensiosa e com grandes planos, lua será uma linguagem simples que garantirá ser eficiente e sem bugs

      Isso me deixa seguramente aliviado.

Comentários (with MarkDown support)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: