Impressões de um ebook reader

Resolvi fazer um texto com minhas impressões após ter testado um ebook reader. Resolvi fazer isso após ter tido uma experiência bem positiva com o mesmo, que foi inesperado para mim.

Qualquer ebook reader

Primeiro, uma clarificação. Um tablet é um tablet, e não um dispositivo especializado em leitura de livros que possui uma tela de e-ink otimizada para (1) evitar agressão a sua visão e (2) estender a duração da bateria a níveis espantosos. Logo, nada que se aplique a essas impressões se aplicaria a um tablet.

Segundo, eu achei que eu não gostava de ler, mas ebooks realmente são superiores a livros:

  • Muito leve, é possível segurar com uma única mão não importa em que posição você esteja.
  • Ocupa pouco espaço e carrega todos os seus livros, então você não precisa ter preguiça de ir até a estante para escolher o próximo livro para ler. Pode deixar sempre perto de você e tudo certo.
  • A página não dobra ou “cai” enquanto você está lendo. É sempre confortável.
  • Quando você está lendo aqueles livros mais densos, o livro não precisa usar uma fonte minúscula para economizar espaço. O tamanho da fonte é sempre confortável, pois é você que escolhe.
  • Marca a página para cada livro automaticamente. Nada de preocupação de colocar um marca página antes de largar o livro de lado enquanto se distrai com alguma outra tarefa como atender o celular por 5 minutos.
  • Dicionário. Nunca em minha vida eu fui uma pessoa que costumava ler com um dicionário do lado. Entretanto, acabei descobrindo essa função realmente útil. E melhor de tudo, você não precisa carregar o dicionário junto com seu livro para onde for. E algo tão bom quanto, não precisa sair gastando tempo procurando a palavra no dicionário.
  • Em uma semana eu terminei de ler a metade restante do livro que eu havia interrompido ano passado.
  • Há também uma vantagem que não sei se é muito bem explorada ainda. Assim como no Steam, atualizações são baratas. Assim sendo, toda essa bagunça de procurar por erratas podia diminuir.
  • Você não precisa pagar para ter livros clássicos da literatura cujo direitos autorais já expiraram. Só se você quiser pagar pela tradução de alguém.

Tentei ler HQs no ebook reader também, mas não achei confortável e para alguns desenhos, é melhor ter a experiência de perceber todas as cores e detalhes que o artista fez.

Dicas

Caso esteja procurando o melhor ebook reader e não esteja preocupado com o preço, a lista de funcionalidades que usaria para classificar um ebook reader como sendo versão de luxo seria:

  • Tela de alta resolução.
  • A tela não é minúscula como algumas versões mais baratas. 6 polegadas é um tamanho ótimo.
  • Touchscreen capacitiva.
  • Frontlight.

EDIT (2016/07/14):

E eu completei vários dias estando de posse de um ebook reader baseado em tela de e-ink. Não há muito mais há acrescentar, então nem vou criar um post novo. Só há dois novos comentários que quero fazer.

Dá para ler HQ/comic/mangá tranquilamente também, caso esteja no formato ePUB:

Foto do PocketBook Touch Lux 3 sendo usado para ler a comic 18 days

A câmera do celular não é muito boa, mas garanto que além de legível, a arte continua incrível

O segundo comentário que eu tenho a adicionar, é que você pode escolher uma tela de screensaver legal para funcionar como porta-retrato. Fotos de natureza (ex.: cachoeiras) trazem tranquilidade a algumas pessoas. Aí no meu ebook reader, eu uso como screensaver uma foto que trás tranquilidade para mim (uma brincadeira legal seria você tentar adivinhar o que é comentando por aqui).

Tags:,

2 responses to “Impressões de um ebook reader”

  1. @_Kikuto says :

    Muito bom!
    Eu comprei um e-book reader em janeiro também, o kindle touch. Nunca li tanto quanto nesses últimos meses e recomendo fortemente para todos os amigos.
    Além de tudo que você disse, dá para customizar o aparelho também, há muitos hacks bacanas, como por exemplo seletor de imagem de descanso, file explorer, calculadores e um reader alternativo.

    Seguindo a linha de escrita a noteslate vem fazendo progressos interessantes, vale a pena dar uma olhada: http://www.noteslate.com/

    Outras dicas para conversão de livros para formato e-book é utilizar o k2pdfopt( http://www.willus.com/k2pdfopt/ ), utilizei para transformar uns livros de teoria do origami e o resultado foi muito bom!

    • Vinipsmaker says :

      Eu comprei um e-book reader em janeiro também, o kindle touch.

      Eu estava procurando um ebook reader que suportasse o formato DjVu e por isso acabei optando pelo PocketBook Touch Lux 3. O curioso foi que esse ebook reader roda Linux e faz uso de vários componentes que são software livre. Foi legal ver a licença que vem junto com ele mencionando a GPL. Infelizmente não há componentes o suficiente liberados como software livre para gerar uma imagem de firmware totalmente baseada em software livre. O que há é uma SDK livre para que você possa adicionar seus próprios aplicativos (e eu encontrei alguns).

      Nunca li tanto quanto nesses últimos meses e recomendo fortemente para todos os amigos.

      Cara, até para paper científico eu fico tentando encontrar em formato ePUB. Esses dispositivos são ótimos.
      xD

      A única parte chata é que as publishers malditas continuam cobrando o mesmo preço pelo ebook que cobram pelo livro físico. Várias vezes desisti de comprar ebook por causa disso já. Fora que o livro físico eu posso legalmente emprestar e revender, não preciso violar os contratos que você aceita quando pega um ebook.

      Li o argumento que imprimir papel na verdade ficou barato. Entretanto o risco com o ebook é zero! Se você não vende o livro físico, você perde o dinheiro para produzir aquela cópia. Com ebook isso não acontece. Li também que uma parte dos custos é para promover livros físicos (comprando espaço nas sacadas de livrarias, promovendo viagens, etc), mas não quero comentar sobre isso. Outra coisa é que claramente essa galera não aprendeu nada com o Steam e o Netflix (a Amazon que aprendeu).

      Apesar da Amazon estar conseguindo vender mais barato, eu acho a estratégia dela perigosa para minha liberdade e prefiro pegar o conteúdo de outras formas.

      Além de tudo que você disse, dá para customizar o aparelho também, há muitos hacks bacanas, como por exemplo seletor de imagem de descanso, file explorer, calculadores e um reader alternativo.

      Acabei descobrindo depois esses hacks para o Kindle que o tornam mais útil e lhe permitem uma experiência menos dependente da Amazon (com o Calibre para remover DRM e fazer backup dos seus livros, ou então adicionar qualquer ebook a seu aparelho). Não é experiência em primeira mão, mas não tenho motivos para acreditar que seja difícil.

      Encontrei um reader alternativo para o PocketBook também, mas não é um hack, já que é uma funcionalidade suportada oficialmente pelo dispositivo. Ainda prefiro ficar com o original, pois ele é muito bom e ainda não senti necessidade de funcionalidades avançadas.

      Seguindo a linha de escrita a noteslate vem fazendo progressos interessantes, vale a pena dar uma olhada: http://www.noteslate.com/

      Outras dicas para conversão de livros para formato e-book é utilizar o k2pdfopt( http://www.willus.com/k2pdfopt/ ), utilizei para transformar uns livros de teoria do origami e o resultado foi muito bom!

      Não conhecia esses. Valeu por compartilhar.

Comentários (with MarkDown support)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: