Deixando Maceió (possivelmente)

dr. Manhattan

Esse é um momento em minha vida onde estou tendo oportunidade de explorar e explorar e estou bastante contente com isso. Há várias aleatoriedades que me acontecem e que não vêm ao caso mencionar nesse blog, mas esse momento atual é um momento que eu quero lembrar, porque esse é o começo. A nova rotina vai me absorver e me mudar, e pode ser que eu esqueça o começo de tudo. Eu sei que eu iria me arrepender por perder a chance de documentar o meu sentimento atual, e é por isso que estou fazendo esse post.

Bom, a primeira coisa é essa foto abaixo. Essa foto é a foto do meu atual quarto, uma moradia temporária da qual eu já tinha sido avisado que eu não teria acesso em alguns meses. E essas malas desarrumadas e tudo o mais, coisas minhas com as quais eu nem estava em posse até pouco tempo atrás. Eu preciso dessa foto, eu preciso preservá-la!

Meu quarto temporário

E isso não é tudo, na verdade eu odeio a UFAL, e eu odeio por motivos que eu nem me lembro, pois eu perdi a esperança desse curso melhorar (para mim!). E o meu ódio ter acabado é o pior, pois eu não consigo criar uma crítica construtiva do que me faria gostar do curso novamente. O meu ódio se transformou em desprezo. Eu desprezo a UFAL, mas eu estava vivendo como um refém da UFAL, por motivos que também não são assuntos a serem tratados nesse blog (e que também não é culpa exclusiva da UFAL). O que eu lembro que acho chato é que a grade curricular é muito rígida e inflexível e cada um fica valorizando sua própria subárea dentro da computação, e no final, você tem que tentar ser o especialista de cada uma das subáreas que é a única importante, a depender de quem está passando a informação, e isso tudo acaba lhe sufocando (me lembra muito a música “I want out”, do grupo Helloween, com seu verso marcante “Leave me be”), lhe impedindo de seguir um caminho novo, diferente, lhe obrigando a deixar seus sonhos de lado, lhe corrompendo, para que você se dedique a tarefas nas quais nem acredita.

Mas eu não estava insatisfeito só com a UFAL. Exceto por alguns muito poucos eventos e os responsáveis por criar tais eventos, eu estava insatisfeito com Maceió, muito de Maceió. Isso também não é assunto para eu discutir aqui.

Na verdade, até quando eu me tornava melhor e ficava mais próximo de meus objetivos, eu ainda não me sentia bem. Eu não lembro o porquê, mas é melhor que eu não lembre mesmo, ou pode ser que acabe fazendo sentido novamente, e isso não me faria bem.

Eu estou mencionando todo esse assunto de ódio, porque agora que vejo uma chance de sair, eu estou, novamente, conseguindo lembrar de momentos bons, e de muitos deles, e que vou levar comigo, quando eu sair desse lugar. É como se eu já estivesse sentindo nostalgia antes da hora. Se o objetivo desse texto é documentar, então vejo necessário expor e ressaltar esse sentimento de aceitar as decepções que fizeram parte de minha história e de aceitá-las como eventos que ajudaram a me construir. Lembrar de momentos bons, é algo que está acontecendo comigo agora, ao mesmo tempo que não tenho vontade nenhuma de ficar preso aqui, mas me animo com o que irá acontecer, sem nem tentar adivinhar.

Eu não sei, mas eu comecei a escrever esse texto pensando na música Mother, do grupo Pink Floyd, com o seu verso incrível “She won’t let you fly, but she might let you sing”. Fica aí recomendação de um grupo incrível para quem quiser escutar. E, abaixo, algumas fotos, para terminar esse texto que é verdadeiramente livre de pretensões e cheio de liberdade quanto as estruturas textuais que normalmente nos prendem e limitam nossa criatividade.

291190_268465669871931_840694446_o

461227_318136641582800_82017509_o

10698550_733742276697216_1433599476312687858_n

vazio

Tags:

Comentários (with MarkDown support)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: